Geral

Projeto muda percepção de alunos de rede estadual sobre produção de vinhos na Serra

Foto: Divulgação / ADR Lages

O projeto Aprendizado de Saber está mudando a percepção de alunos da rede estadual da Serra Catarinense. Liderado pelo professor de História, Gil Karlos Ferri, o projeto teve mais uma etapa desenvolvida nesta semana, com a participação dos alunos da Escola Estadual Padre Antônio Vieira, de Anita Garibaldi, que visitaram a Vinícola Thera, na localidade de Caneleira, em Bom Retiro.

Durante a atividade extracurricular, os alunos conversaram com o filho do proprietário da Vinícola Thera, Abner Freitas, sobre o empreendimento. Idealizado para produzir vinhos finos de altitude, a Vinícola Thera conta com um projeto mais abrangente no futuro, que prevê a construção de um hotel e um condomínio residencial, todos relacionados ao cultivo das uvas viníferas e produção de vinho. Para o professor Gil Karlos Ferri, a visita representa mais uma oportunidade de conhecimento para os alunos da região.

“A Serra catarinense desponta na produção de vinhos e quero que eles aprendam a reconhecer esta realidade e que possam sentir-se parte dessa história toda vez que ouvirem falar dos vinhos da região. Muitos alunos acreditavam que o acesso a uma vinícola, por exemplo, era exclusivo das classes sociais de maior poder aquisitivo”.

Foto: Divulgação / ADR Lages

O projeto é desenvolvido com parceria dos proprietários das vinícolas. Além da visita aos empreendimentos, a programação inclui uma conversa com os enólogos sobre tudo o que envolve a transformação da uva em vinho, além de atividades culturais. Sem degustar a bebida, o lanche é acompanhado de suco natural de uva.

“Um projeto desses é importante para abrir os horizontes dos estudantes, que podem vir a criar o gosto pelo cultivo de uvas ou até a produção de vinhos no futuro. O professor Gil Karlos Ferri está de parabéns”, destacou o secretário executivo da ADR Lages, João Alberto Duarte, que acompanhou parte da visita nesta quarta-feira.

De acordo com a Epagri, os vinhedos de Santa Catarina ficam localizados nos pontos mais altos do Estado, entre 900 a 1,4 mil metros, acima do nível do mar. O primeiro empreendimento ligado à fabricação de vinhos finos se instalou em São Joaquim, na década de 1990. No ano seguinte, outros projetos foram iniciados e se sucederam, até a criação da Associação Catarinense dos Produtores de Vinhos Finos de Altitude – Acavitis, em 2005.

A atividade representa mais de 300 hectares em produção no Estado, nas regiões de São Joaquim, Caçador e Campos Novos. A produção média anual assegura a elaboração de uma carta de vinhos com 120 rótulos, e a algumas já conquistaram prêmios com a participação em concursos nacionais e internacionais.

Colaboração: Cristiano Rigo Dalcin / Comunicação ADR Lages

Notícias Relacionadas

Esculturas do Paredão agora livres da vegetação, em Orleans

1º Rota do Sul pretende movimentar turismo na região Sul

Orleans apresenta pontos turísticos para colegiado da Amrec

Hotel Curucaca

Bom Retiro/SC

Pousada Pica Pau

Urubici/SC

Serra do Panelão

Urubici/SC

Edelweiss Pousada de Montanha

Urubici/SC

Timbó Park Hotel

Timbó/SC

Hospedagem Flor de Tuna

Urubici/SC

Hotel Fazenda Boutique Terra do Gelo

Bom Jardim da Serra/SC

Il Rifugio Cabanas

Urubici/SC

Hotel Fazenda Rota dos Cânions

Bom Jardim da Serra/SC

Pousada Trinca Ferro

Bom Retiro/SC

Pousada Charme da Serra

Bom Jardim da Serra/SC

Pousada Vale da Neblina

Urubici/SC

Bela Serra Pousada

Bom Jardim da Serra/SC

Corvo Branco Estalagem

Urubici/SC

Hotel Verde Serra

LAURO MÜLLER/SC